Produtos em Destaque

Dúvidas Frequentes

De modo a zelar pela saúde e bem estar dos animais, o envio dos discos e outros peixes é feito somente via JadLog, Tam ou Gollog, como envio específico de carga viva. No entanto, as lojas virtuais ainda não são capazes de calcular com precisão o frete de nenhuma destas transportadoras. A cada novo pedido na loja, nossa equipe entra em contato com a transportadora, realiza a cotação do frete e o informa ao cliente. Portanto, cabe esclarecer que valor do frete calculado na loja virtual no momento da compra é o padrão dos Correios. Apesar de complicar um pouco as coisas, não é móvito para preocupações, sempre entraremos em contato informando a correção do valor do frete a ser pago.

Estamos à disposição para mais esclarecimentos. Tel.: (11) 2976-4814 / WhatsApp: (11) 98840-5231. Se preferir, você também pode entrar em contato por e-mail. Responderemos o mais breve possível.


Isso se deve ao aprendizado de décadas e o carinho pelo que fazemos, inovamos e aperfeiçoamos procedimentos de embalagem que garantem a qualidade de envio para todo o Brasil. Aliás, muito do que criamos em termos de embalagem foi copiado por outras empresas do setor o que contribui para melhora da qualidade e diminuição da mortalidade em geral. Nos orgulhamos dessa contribuição e temos ciência da responsabilidade de ser um exemplo.

Discos e outros peixes: criadores desde 1988, temos embalagem de nível profissional, resultado de anos de prática e experiência. Nossa embalagem tem segura duração de até 72h (3 dias).
Nosso índice de mortalidade em envios para todo o Brasil é "zero", quem compra comprova. Ademais, o cliente tem total garantia de carga viva até o destino.

Congelados (perecíveis): são extremamente bem embalados em caixas térmicas (isopor), chegando com máxima qualidade em todo o Brasil.


Sim, o cliente deve adicionar ao seu pedido uma caixa de isopor de tamanho proporcional ao número de discos adquiridos. O número de discos comportados na caixa de isopor encontra-se na descrição do próprio produto, caixa de isopor. Caso tenha realizado a compra sem adquirir a caixa de isopor, não se preocupe, nós entraremos em contato em breve.

A empresa Acaradiscus trabalha com um prazo de envio de 1 a 4 dias úteis, após a confirmação de pagamento. Sempre nos esforçaremos para poder entregar o seu pedido no menor prazo possível, pois, como Hobbystas, sabemos o prazer de apreciar os discos em seu próprio aquário e a ansiedade até sua chegada.

Não, estamos falando de um animal doméstico e não de um produto padronizado de linha de produção. Ele não respeita um padrão, um disco não é igual ao outro por pertencer a mesma variedade. Assim como nós, ele pode muito bem atingir um tamanho e uma coloração diferente do seus irmãos ou pais, trata-se de genética. Como ser vivo, ele têm características próprias, respeita os estágios da vida (nascer, viver, reproduzir e morrer), necessita de cuidados adequados para não ficar subnutrido ou adoecer. Trocar um peixe é como trocar seu gato ou seu cachorro. Você estaria submetendo o animal, que já se acostumou ao seu aquário, a um estresse adaptativo muito grande. São muitos os casos dos animais que morrem pouco tempo depois do falecimento dos seus donos. É comprovado um forte vínculo entre o animal e o ambiente que o cerca, esta ligação influência demasiadamente sobre sua qualidade de vida, podendo inclusive comprometer sua saúde.

Contamos com 4 formas de pagamento em nossa loja virtual. Nós zelamos pela transparência e buscamos oferecer as melhoras formas de pagamento, com diferentes opções para que você escolha a que melhor lhe agrade. Abaixo veremos o funcionamento de cada uma delas.

  • Pagar.me: permite a compra no cartão de crédito de sua preferência em até 6 vezes sem juros. Se você desejar parcelar em mais do que 6 vezes (até 12x), há uma incidência de 1,99% a.m.
  • Pagseguro: permite a compra no cartão de crédito de sua preferência em até 18 vezes a depender da bandeira escolhida. A taxa de juros do Pagseguro é de 2,99% a.m.
  • TED/DOC: oferecemos um desconto de 5% para compras efetuadas por esta modalidade.
  • Boleto Bancário: oferecemos um desconto de 2% para compras efetuadas por esta modalidade.

Em caso de dúvidas, entre em contato por WhatsApp: (11)98840-5231 ou e-mail.


É um procedimento simples, vou guiá-lo passo a passo.Vamos lá.

  1. Escolha todos os produto que deseja comprar e os coloque no carrinho. Para colocar no carrinho basta clicar em comprar.
  2. Com os produtos no carrinho, passe o mouse em cima do carrinho de compras localizado no topo da tela (menu principal) e clique em "Fechar a Conta", você também pode acessar a página do carrinho de compras e clicar em "Finalizar Compra", se preferir.
  3. Na nova página que se abrirá, forneça todas informações pessoais solicitadas. Elas são essenciais para o pagamento e para o envio dos produtos.
  4. Preenchido o formulário com seus dados, desça até o fim da página. Aqui você escolherá o tipo de frete e, em seguida, a forma de pagamento.
  5. Chegamos ao nosso objetivo, para pagar em 6X Sem Juros, basta escolher a primeira opção, "Cartão de Crédito (Sem Juros)". A descrição é bem clara, não há como errar.
  6. Clique em "Finalizar Compra", insira os dados solicitados do cartão de crédito e finalize o pagamento.
  7. Missão Cumprida! Obrigado por escolher a Acaradiscus.

Atenciosamente,

Equipe Acaradiscus.


Como sabemos, você pode comprar qualquer produto da loja em até 6X sem juros ou parcelar em mais vezes se preferir. É possível que você queira confirmar o valor final da parcela de um determinado produto ou de toda uma compra. É nosso objetivo que você se sinta seguro e confortável em nosso loja virtual, prezamos pela transparência e pelo acesso à informação necessária para que isso aconteça.

Iremos explicar a seguir o passo a passo para você visualizar o valor final e real da parcela antes de finalizar a compra. É bem fácil vamos lá.

Valor final da parcela de um único produto

  1. Vá até o produto desejado e clique em comprar. Isso irá adicioná-lo ao carrinho.
  2. Acesse o carrinho de compras (ícone de "Carrinho de Compras" no topo da Página).
  3. Digite seu CEP e selecione a modalidade de envio desejada. Como você deve imaginar, o valor do frete compõe o valor da compra e, consequentemente, o da parcela.
  4. Clique em "Finalizar Compra" no fim da página. Não se preocupe, ainda não ocorrerá o pagamento.
  5. Na nova tela que surgir, preencha todas informações solicitadas. Suas informações são sigilosas e estarão seguras.
  6. No final da tela selecione o método de pagamento "Cartão de Crédito (Sem Juros)".
  7. Clique em "Finalizar Compra".
  8. Na janela que abrir, clique em "Parcelas" e você conseguirá ver o exato valor da parcela de acordo com o número de vezes que deseja dividir sua compra.
  9. Para sair da janela é fácil, basta apertar o botão "ESC" do teclado, normalmente localizado no canto superior esquerdo do teclado.
  10. Pronto! Qualquer dúvida, fique à vontade para entrar em contato.

Valor final da parcela de todo a compra (vários produtos)

É praticamente igual ao que vimos para um único produto, a única diferença é que no passo "1" você precisa colocar todos produtos desejados no carrinho de compras.

Contato

WhatsApp: (11) 98840-5231

Telefone: (11) 2976-4814

Celular: (11) 97646-4163

Entendendo Iluminação em Aquários

Não sou ainda tão velho assim, mas me maravilha ver a evolução das coisas nos últimos anos. Quem diria duas décadas atrás seria impossível pensar em um dia manter corais vivos e crescendo em aquários, ou dezenas de plantas florindo! Penso isso lembrando da florada que minhas plantas me deram algumas semanas atrás! Não são flores exuberantes, são bolinhas brancas em pequenas espigas de minhas Potamogeton, tantas e tantas que atraíram abelhas para a superfície do aquário! Mais de 20 anos de aquarismo e ainda fico bobo com essas coisas!

O aquarismo enfim descobriu a importância da iluminação, que deixou de ser apenas um elemento decorativo para ganhar o status de peça chave, que abriu muitas novas possibilidades! Mas muitos dos aficionados por não são familiares ainda dos conceitos que fazer da iluminação efetivamente algo tão importante! É possível iluminar nossos aquários harmoniosamente ou de forma dramática, quase teatral, levando em conta os organismos que tem necessidade de luz para viver e nossas condições. Basta entender o conceito de luz e iluminação e aplica-lo corretamente.

Luz é uma radiação eletromagnética. Parte dela é captada por nossos olhos, outra é invisível a nós, mas considerável para nossos seres. A luz se propaga em ondas, e cada ondulação, ou comprimento de onda, define uma determinada tonalidade e sua posição no espectro luminoso, que vai das tonalidades de onda mais curta, as ultra violeta, invisíveis aos nossos olhos, passando pelos tons arroxeados, azulados, verdes, amarelos, alaranjados e vermelhos até as radiações infra vermelhas, também invisíveis aos nossos olhos, ondas de maior comprimento.

A luz branca, como a do sol, é composta de milhares de diferentes comprimentos de onda, entenda como cores. A luz branca é a somatória das diversas cores luminosas que existem. Os pigmentos absorvem determinados comprimentos de onda e refletem outros. Esses, refletidos, são os que podemos enxergar. Esse conceito é útil se pensarmos nos organismos que dependem de luz para suas funções vitais como os vegetais. A Clorofila, pigmento responsável pela fotossíntese das plantas, é notoriamente verde, então, pode-se concluir que a planta precisa de muita iluminação, mas não de tons de verde, pois não o absorve, o reflete. Os outros comprimentos de onda (cores) são absorvidos e utilizados pela planta em seus processos.

Por isso não se recomenda utilizar luzes coloridas em aquário, a não ser que a lâmpada produza luz com alguns determinados comprimentos de onda em mais abundância, a luz colorida por filtragem (bulbos pintados, filtros transparentes), não têm mais de uma determinada cor que a luz branca; colocar um filtro vai barrar muitas radiações e deixar passar apenas uma pequena parte de outras. A luz branca já possui essas radiações todas dentro de seu espectro, melhor deixar passar o máximo possível de todas essas tonalidades, sobretudo se a lâmpada tiver temperatura de cor muito elevada.

Temperatura de cor! Aí mais um conceito interessante! Cientistas que estudavam a luz constataram ao aquecer um pedaço denso de carvão mineral, material quase que exclusivamente carbono puro e bastante preto, ou seja, que absorve toda a luz nele incidida, quando mais quente, diferentes cores eram emitidas. É como o carvão de nossas churrasqueiras, quando em brasa, é vermelho, quando está bem quente, fica amarelado, às vezes quase branco!

Medindo a temperatura desse corpo negro na escala Kelvin, mais utilizada em física, descobriu-se que quanto maior a temperatura, mais comprimentos de onda eram emitidos. Daí criou-se o conceito de temperatura de cor, quanto mais baixa a temperatura, mais longa é a onda, conforme a temperatura aumenta, são emitidas radiações cada vez mais curtas, e a luz fica cada vez mais rica em comprimentos de cor, cada vez mais branca! A luz solar tem, em média, 6.000ºK, que é bastante branca, mas em aquários se fala em lâmpadas com temperaturas de cor de 10.000ºK. 14.000ºC. Ora, para quê uma luz mais branca que o Sol?

Não dá para comparar a luz do Sol com nossas lâmpadazinhas! O Sol emite muitas radiações, mas a que melhor atravessa nossa atmosfera é a amarela. Não que não cheguem outras tonalidades, chegam, mas amarelos são mais abundantes! Lâmpadas muito, muito brancas são, para nossos seres, mais próximas das radiações que eles recebem e usam na natureza.

Os vegetais fazem fotossíntese, ou seja, produzem seu próprio alimento através de reações químicas ocasionadas pela presença de luz. Para eles, luz não é só vida, é comida! Mas e os corais? Por que um aquário marinho precisa de tanta luz?

Pelo mesmo motivo de um plantado: para que os vegetais façam sua fotossíntese! Aquários marinhos são cheios de vegetais, mas os mais importantes deles proliferam sob a primeira camada de pele de nossos corais e alguns moluscos, são as algas simbiontes Zooxantelae, que ganham abrigo urticante sob a pele desses animais, que em troca ganham nutrientes. A relação entre essas algas e seus parceiros é tão afinada que apenas luz é suficiente para manter um coral ou uma concha gigante (moluscos do gênero Tridacna sp.) saudável!

Mas o mar, diferente dos rios, é geralmente mais profundo e tem água bem mais cristalina, a luz penetra muito melhor na água dos oceanos que na turbidez da água dos rios e lagos. Muitas radiações não passam mais que alguns centímetros da superfície, principalmente as amarelas e vermelhas, outras, como azuis e violetas, incluindo o ultra violeta, conseguem chegar a profundidades maiores.

Os corais refletem boa parte do ultra violeta e se deliciam com azuis, por isso possuem coloração tão exuberante, refletem muitas cores! Se você já pôde ver um coral crescendo em aquário, verá que as pontas de crescimento geralmente são esbranquiçadas ou em tons de lilás, isso por que as zonas de crescimento dos corais utilizam a radiação ultra violeta para incentivar a produção de seus pigmentos.

Peixes utilizam a luz para outros processos. Além da visão, pois muitos peixes enxergam bastante bem, sua pele, como a de outros animais, possuem a capacidade de sintetizar algumas vitaminas e enzimas pela exposição à luz! Os peixes marinhos em especial.

Anos atrás algumas das espécies espetaculares de peixes marinhos acabavam “descarnando” a partir de seus poros, uma doença terrível e até hoje não muito bem elucidada, chamada de “Síndrome da Cabeça e Linha Lateral Corroída”. A utilização de lâmpadas de alta temperatura de cor reduziu muito a doença, a relação ficou bastante clara! Alguns processos da pele e da mucosa dos peixes marinhos dependem de luz, e muita!

As lâmpadas mais utilizadas em aquarismo são as fluorescentes, estamos transitando para a tecnologia LED, e dentro das fluorescentes há tantos formatos e qualidades que poderia escrever muitos artigos a respeito. De maneira geral, são lâmpadas que produzem muita luz, de diversas qualidades, duráveis, econômicas e confiáveis. Funcionam com reatores de instalação razoavelmente simples para 110 ou 220 Volts. Sua penetrabilidade é razoável, atendem muito bem as necessidades de aquários com coluna de água até 50cm. Existem lâmpadas com temperatura de cor de 18.000ºK ou mais, atendem muito bem às necessidades da maioria dos corais. A desvantagem é que apresentam grandes variações de seu espectro com oscilações da corrente elétrica e devem ser substituídas a cada 8 ou 10 meses, mesmo funcionando, já perderam muito de sua qualidade.

As lâmpadas HQI (Halogen Quartz Iodide) são incandescentes, porém, no interior do bulbo há vapores metálicos, que aumentam muito sua performance. Por essa característica, são incluídas no grupo de lâmpadas chamado de halógenas, como a lâmpada dicróica, muito utilizadas em decoração.

As HQI emitem muito mais luz, de excelente penetrabilidade na coluna de água, até 75cm, e apresentam temperaturas de cor elevadíssimas, 20.000ºK ou mais! Seu espectro é muito completo, emitem até radiações UV, são ideais para organismos marinhos e para aquários densamente plantados.

Consomem muita energia, parte desperdiçada produzindo calor, o preço do sistema é um pouco salgado, mas vale a pena ao levar em conta o potencial luminoso, estabilidade, durabilidade (12 meses sem perda significativa do espectro) e o fato de substituir várias fluorescentes. Operam em 220 Volts, pode ser necessário uma ligação exclusiva.

As demais lâmpadas não apresentam tantas vantagens, como as incandescentes comuns e demais halógenas, mas podemos até utilizá-las para criar certos efeitos decorativos.

Para aproveitar o máximo das lâmpadas deve-se permitir que a luz chegue livre à superfície, por isso, nada de tampas de vidro! O problema de perda de peixes por saltos pode ser contornado deixando uma distância entre a superfície da água e a borda do tanque, apenas 5cm já ajuda muito. A regra de 1 Watt de luz para cada litro de água é razoável, mas não exata. Pode-se criar áreas mais ou menos iluminadas no aquário, aquários baixos, com 40cm de coluna de água ou menos, podem funcionar muito bem com lâmpadas de potência menores que o número de litros do aquário. É o conceito de Iluminância, o importante é que a luz seja distribuída da maneira mais uniforme possível em toda a área do aquário.

Mas nem todo aquário precisa ser muito iluminado. Aquários para peixes grandes, aquários para Ciclídeos Africanos dos grandes lagos, aquários para kinguios, montagens com pedras (“pedragismo”) ou troncos (“madeiragismo”) podem ter iluminação apenas suficiente para permitir a visualização dos peixes, e nesse caso, apenas uma lâmpada pode ser suficiente, mas é recomendável ainda assim que esta tenha uma temperatura de cor elevada, pois permite melhor visualização de todo o potencial da coloração de nossos peixes!

Excelente texto do Autor: Alexandre Avari
Artigo publicado originalmente na revista Pet Shop Busines

Sobre o Autor:

Licencianda em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de São Paulo – IFSP. Ana Carolina é uma pesquisadora ativa e uma grande apaixonada por Biologia. Após anos de experiência com acará-discos, gestão e relacionamento com clientes, conquistou o respeito e admiração dos participantes desse hobby. Ana Carolina é uma das grandes responsáveis pela Empresa Acaradiscus fornecer o melhor pré o pós-venda do mercado, reconhecido por todos nossos clientes.

Deixar Um Comentário

error: Este conteúdo está protegido contra plágio! Agradecemos sua compreensão.